Como transportar bicicleta no carro? Saiba como fazer!

0
6131

Andar de bicicleta pela cidade não é nossa cultura, vemos de vez em quando alguém transitando, nos a utilizamos mais para o lazer e esporte. Aventuras em trilhas, no parque e até mesmo na rua de casa, as crianças principalmente adoram experimentar o vento no rosto quando pedalam em alta velocidade. Os adultos gostam mais de trilhas, na lama, em terras, tudo para diversão que consequentemente trás saúde.

Só que para andar nesses lugares é preciso leva-la, não é mesmo? E para transportar qualquer coisa do lado de fora do carro é preciso respeitar algumas regras, porque, se não nos adequarmos à elas, corremos o risco de levar multa e o pior ferir outra pessoa ou atingir um outro veículo.

Saiba como transportar bicicleta no automóvel!

Há uma resolução do Contran ( Conselho Nacional de Trânsito), nroº 349/10 que explica certinho como carregar a bicicleta no automóvel, e que também estabelece critérios para transporte eventual de volumes em caminhonetes e utilitários, como por exemplo a prancha e o bagageiro entre outros objetos que precisam ser transportados.

De acordo com essa Resolução, o transporte de cargas deve respeitar o peso máximo especificado para o veículo. Caso você não saiba qual é, basta verificar no manual do seu automóvel! Além disso, a carga ou a bicicleta deve estar afixada conforme a resolução do Contran. Alistamos abaixo os principais critérios. Veja!

– A bicicleta poderá ser transportada na parte posterior externa ou sobre o teto, desde que fixada em dispositivo apropriado, móvel ou fixo, aplicado diretamente ao veículo ou acoplado ao gancho de reboque.

– O transporte de bicicletas na caçamba de caminhonetes deverá respeitar o disposto no Capítulo II desta Resolução.

– Na hipótese da bicicleta ser transportada sobre o teto não se aplica a altura especificada em: nas cargas, já considerada a altura do bagageiro ou do suporte, deverá ter altura máxima de cinqüenta centímetros e suas dimensões, não devem ultrapassar o comprimento da carroçaria e a largura da parte superior da carroçaria.

– O dispositivo para transporte de bicicletas para aplicação na parte externa dos veículos deverá ser fornecido com instruções precisas sobre:

I- Forma de instalação, permanente ou temporária, do dispositivo no veículo;

II- Modo de fixação da bicicleta ao dispositivo de transporte;

III- Quantidade máxima de bicicletas transportados, com segurança;

IV- Cuidados de segurança durante o transporte de forma a preservar a segurança do trânsito, do veículo, dos passageiros e de terceiros.

Transporte de modo geral:

– Não coloque em perigo as pessoas nem cause danos a propriedades públicas ou privadas e, em especial, não arraste pela via e nem caia sobre esta;

– Não atrapalhe a visibilidade a frente do condutor nem comprometa a estabilidade ou condução do veículo;

– Não oculte as luzes, incluídas as luzes de freio e os indicadores de direção e os dispositivos refletores; ressalvada, entretanto, a ocultação da lanterna de freio elevada (categoria S3);

– Não exceda a largura máxima do veículo;

– Todos os acessórios tais como cabos, correntes, lonas, grades ou redes que sirvam para acondicionar, proteger e fixar a carga deverão estar devidamente ancorados;

– Não se sobressaiam ou se projetem além do veículo pela frente.

Transporte eventual de cargas  – Transporte de bagageiro

– Permite-se o transporte de cargas acondicionadas em bagageiros ou presas a suportes apropriados devidamente afixados na parte superior externa da carroçaria;

– O fabricante do bagageiro ou do suporte deve informar as condições de fixação da carga na parte superior externa da carroçaria e sua fixação deve respeitar as condições e restrições estabelecidas pelo fabricante do veículo;

– As cargas, já considerada a altura do bagageiro ou do suporte, deverá ter altura máxima de cinqüenta centímetros e suas dimensões, não devem ultrapassar o comprimento da carroçaria e a largura da parte superior da carroçaria;

– As cargas que sobressaiam ou se projetem além do veículo para trás, deverão estar bem visíveis e sinalizadas. No período noturno, esta sinalização deverá ser feita por meio de uma luz vermelha e um dispositivo refletor de cor vermelha.

– O balanço traseiro não deve exceder 60% do valor da distância entre os dois eixos do veículo.

Lembre-se! Esses itens são para garantir a sua própria segurança e dos demais condutores.

Ainda tem dúvidas? Comente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.